Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Segunda Fase Nacional do Circuito Loterias Caixa de atletismo define últimos índices para Mundial de Paris 2023

A amapaense Wanna Brito, 26 anos, estará entre os atletas que vão buscar atingir o índice para o Mundial de atletismo, que acontecerá em Paris, de 8 a 17 de julho, neste próximo final de semana, dias 6 e 7 de maio, durante a Segunda Fase Nacional do Circuito Loterias Caixa. A competição, que reunirá mais de 260 atletas em provas de pista e de campo no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, oferecerá aos atletas participantes a última oportunidade de obter a marca internacional.

A Atleta Wanna Brito, que irá disputar a Segunda Fase Nacional do Circuito Loterias Caixa de Atletismo | Foto: Alessandra Cabral/CPB

Segunda Fase do Circuito Loterias Caixa de atletismo será o terceiro evento da modalidade do ano realizado no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Além de Wanna, campeões mundiais e medalhistas paralímpicos estarão reunidos no CT, incluindo Beth Gomes (F53), Raissa Machado (F56) e Thiago Paulino (F57), três competidores que fazem arremessos sentados; o velocista Vínicius Rodrigues (classe T44, de atletas com deficiência nos membros inferiores) e o arremessador Alessandro Silva (da classe F11, de atletas cegos). 

A atleta de Macapá disputará provas de arremesso de peso e de club pela classe F32 (atletas com paralisia cerebral). As melhores marcas de Wanna são os 6,90m no arremesso de peso e 25,73m no lançamento de club. Com isso, ela está em primeiro e segundo lugar no ranking mundial de sua classe, respectivamente. Para atingir o índice, ela ainda precisa melhorar seus resultados e alcançar 7,31m no arremesso de peso e 26,89m no club.

“Meu maior objetivo na competição é conseguir o índice para o Mundial de julho. Tenho expectativa muito grande de que vai sair. Estou me preparando para isso com muito treino, acompanhamento psicológico e fisioterapêutico”, disse a atleta.

A obtenção do índice não é o único caminho para se conseguir uma convocação para o Mundial na França. Para conhecer os demais critérios estabelecidos pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), confira este link. Farão parte da delegação brasileira de atletismo os medalhistas de ouro nos Jogos Paralímpicos de Tokio 2020 (e que estiverem aptos fisicamente no período da competição), além dos atletas obtiverem o índice A e que estiverem melhores colocados nos rankings mundiais de suas respectivas classes.

Em março, Wanna teve sua estreia internacional ao competir no Grand Prix Marrakesh de atletismo, no Marrocos. Voltou da competição com uma medalha de ouro no arremesso de peso e uma prata no club. Mas, começou a se destacar no Movimento Paralímpico em agosto do ano passado, na etapa do Meeting Paralímpico Loterias Caixa, na estreia da competição em sua cidade natal. Na ocasião, ela quebrou dois recordes nacionais e estabeleceu as únicas novas marcas do torneio.

A primeira fase do Circuito aconteceu nos dias 25 e 26 de março. A disputa terminou com a quebra de três recordes mundiais. A campeã paralímpica Beth Gomes estabeleceu a nova marca do lançamento de dardo na classe F53 (cadeirantes) ao atingir 13,69m. No mesmo torneio, a recifense Ana Cláudia da Silva saltou 4,13m e bateu o recorde na classe T42 (deficiências nos membros inferiores), enquanto a acreana Jerusa Geber, da classe T11 (atletas cegos), percorreu os 100m  em 11s83.

Mais recentemente, em três finais de semana de abril, atletas paralímpicos e olímpicos se reuniram no CT para disputar o Desafio CPB/CBAT, organizado conjuntamente pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e pela Confederação Brasileira de Atletismo.

Um dos destaques da competição foi o paulista Júlio Cesar Agripino, campeão nos 1.500m no Mundial de Dubai 2019, que registrou a melhor marca da sua vida na prova dos 5.000m da classe T11, ao correr o percurso em 15min18s32.

Imprensa 
Os profissionais de imprensa interessados em cobrir a competição podem enviar um e-mail para imp@cpb.org.br com os seguintes dados: nome completo, RG ou CPF, veículo pelo qual irá cobrir o evento. Nos dias do evento, deverão se identificar na sala de imprensa do local.

Serviço
Segunda Fase Nacional do Circuito Loterias Caixa de Atletismo
Dias e horários:
 6 e 7 de maio, a partir das 8h
Local: Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro
Endereço: Rod. Imigrantes, 11.5km – Vila Guarani, SP, 04329-000

Patrocínios
O atletismo é uma modalidade patrocinada pelas Loterias Caixa e Braskem.

Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível 
Os atletas Alessandro da Silva, Jerusa Geber, Raissa Machado, Vinícius Rodrigues e Beth Gomes são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 91 atletas. 

Time São Paulo
Os atletas Alessandro Silva, Claudiney dos Santos, Jerusa Geber, Rissa Machado, Vinicius Rodrigues, Julio Agripino e Beth Gomes são integrantes do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, que beneficia 106 atletas de 14 modalidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »