Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Maratona do Rio 2023 gerou impacto econômico próximo de R$140 milhões ao Rio de Janeiro

Estudo acaba de ser apresentado pelo IFec RJ e mostra fôlego de um dos maiores eventos de rua do país

Maratona do Rio 2023 foi um sucesso sob o aspecto financeiro. Pesquisa elaborada pelo IFec RJ (Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises) – contratada pela Dream Factory, com apoio da Apresenta-, calculou que o maior festival de corrida de rua da América Latina gerou um impacto econômico de R$ 137,2 milhões ao estado do Rio de Janeiro.

Para se chegar ao cálculo do impacto econômico da Maratona do Rio ao estado do Rio de Janeiro, o estudo levou em consideração os gastos de corredores e frequentadores relacionados ao evento. Nesta conta, entram aquisições como a inscrição para a prova, hospedagem, transporte, alimentação, lazer, compra de produtos licenciados ou souvenirs, entre outros itens. O estudo concluiu que o gasto médio por pessoa foi de R$ 1.734.

As despesas com alojamento, restaurantes e bares representaram aproximadamente 60% do total de R$ 137,2 milhões. Os gastos desta natureza foram de aproximadamente R$ 81,8 milhões. Na sequência, aparecem custos com alimentação e compra de produtos (R$ 28,6 milhões, 20% do total), entretenimento e lazer (R$ 18,8 milhões, aproximadamente 14%) e transporte ou deslocamento interno (R$ 7,8 milhões, cerca de 5%).

Neste estudo, o IFec RJ também concluiu por meio do Modelo de Insumo-Produto que a Maratona do Rio 2023 gerou uma movimentação financeira total de R$ 355 milhões no estado do Rio de Janeiro, considerando gastos diretos, indiretos (que inclui as diversas rodadas de vendas de produtos utilizados como insumos intermediários na produção dos setores afetados pelos gastos) e induzidos (que considera o aumento do consumo das famílias resultante do aumento de renda produzido pelos novos gastos).

Também destaca-se no estudo encomendado ao IFec RJ que a Maratona do Rio teve uma contribuição direta de R$ 173 milhões para o PIB (Produto Interno Bruto) do estado do Rio de Janeiro, gerou 2,8 mil empregos formais e informais entre permanentes ou temporários, e proporcionou um aumento de R$ 80 milhões na renda dos trabalhadores do estado. “A Maratona do Rio vem ganhando cada vez mais importância no calendário de grandes eventos da Cidade Maravilhosa, com a geração de novas oportunidades de negócios diretos e indiretos, e pela experiência única que proporciona para corredores e frequentadores. Acreditamos que este impacto econômico será ainda maior nos próximos anos”, disse Jued Andari, diretor do cluster de esporte da Dream Factory, organizadora da Maratona do Rio. A 21ª edição da Maratona recebeu aproximadamente 40 mil corredores com as provas de 5k, 10k, 21k, 42k e o Desafio Cidade Maravilhosa (21+42k), e contou com outras atrações pela cidade.

A Maratona do Rio 2024

A organização da Maratona do Rio informou, na semana passada, que no próximo ano a prova de 5 km será na tarde do feriado de Corpus Christi (30/05), deixando sozinha a meia no sábado, enquanto os 10 e 42 km serão mantidos no domingo (02/06). Com isso, a prova mais concorrida (21 km) poderá acontecer com melhor estrutura e tranquilidade.

Neste ano, os 21 km reuniram metade dos 32 mil concluintes no evento, sendo que na maratona mesmo foram pouco mais de 7 mil terminando. Foi amplamente divulgado o número de 40 mil inscritos, mas efetivamente devem ter passado por lá em torno de 30 mil corredores, na medida em que muita gente participou de mais de uma prova (5 ou 21 no sábado e 10 ou 42 no domingo), inclusive havendo a competição Desafio Cidade Maravilhosa (21+42), com 1,4 mil tendo sucesso na empreitada.

As inscrições para o primeiro lote (3 mil vagas) nas 4 distâncias já foram encerradas, estando prevista a reabertura agora em setembro (www.maratonadorio.com.br).

A organização acredita que a mudança nos 5 km será mais um fator para o crescimento do evento, estimando um aumento de 20 a 25% no número de participantes em 2024.

Fontes:

Vinicius Lordello para o exame.com e

Tomaz Lourenço para a contrarelogio.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »