Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Dia dos Pais: Thiago e Neilton Moura dividem experiências de pai e filho dentro da pista de atletismo

Número um do salto em altura do Brasil é treinado pela experiência de comandante de seleções brasileiras em Jogos Olímpicos e Pan-americanos

De um lado, o número um do Brasil no salto em altura. Do outro, uma das referências do atletismo no país, formador de atletas olímpicos. Juntos, filho e pai. Os caminhos de Thiago Moura e Neilton Moura correm lado a lado. Atleta e treinador dividem as funções de trabalho na modalidade com a relação de paternidade e garantem foco e sonhos olímpicos. Neste domingo (13) de Dia dos Pais, Thiago e Neilton reforçam os laços para seguirem firme na caminhada do esporte. 

Thiago é o caçula de três filhos de Neilton e nos últimos anos vem se firmando como principal atleta do salto em altura no Brasil: ele é detentor do recorde sul-americano indoor da prova (2,31m) e é o atual campeão dos Jogos Sul-americanos Assunção 2022. Já Neilton tem no currículo comandos de seleções brasileiras em Jogos Olímpicos, Pan-americanos, Sul-americanos, além de ter formado referências em saltos no Brasil, como Keila Costa (salto triplo). Para os dois, a relação de pai de filho casa perfeitamente com a de treinador e atleta.

“A relação de atleta e treinador, filho e pai não é tão difícil quanto se imagina. Lógico, não é tão simples, mas imagine você estar dentro da sua prova, olhar para a arquibancada dentro de um estádio olímpico e saber que quem está ali ajudando é o seu pai. É uma sensação muito boa”, garantiu Thiago, que foi aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

“Ele cresceu dentro de uma pista. A mãe também era atleta. Desde bebê já estava em um carrinho na pista de atletismo, enquanto trabalhávamos. Ele se dedica muito. Tem essa mentalidade de trabalhar, trabalhar e trabalhar. Mas aqui (na pista) ele é como os outros atletas, não tem mais ou menos para ele. Todos eles levam bronca, mas para Thiago acaba sendo mais pessoal. Sai emburrado. Pior é que tem de ficar emburrado no caminho todo, porque vai de carona no meu carro”, contou aos risos, Neilton. 

A dupla está em preparação para o grande objetivo de Thiago neste ano que é a primeira participação dele em Jogos Pan-americanos. Focado em competir e medalhar em Santiago 2023, além de ter como meta a vaga nos Jogos Olímpicos Paris 2024, Thiago reforça o sentimento de admiração e confiança no pai-treinador.

Thiago Moura, do salto em altura. Foto: Gabriel Baron/COB

“É muito legal saber que por onde ele passou ele fez e continua fazendo história. Mudou a vida de muitas pessoas. Sou extremamente grato por tudo o que a gente conquistou e o que vamos conquistar. Não há nenhuma pessoa melhor para estar do meu lado, nem nunca vai ter. Obrigado por tudo e feliz Dia dos Pais”, finalizou Thiago. 

Fonte: COB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »