Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Alison dos Santos e Rebeca Andrade ganham o Prêmio Brasil Olímpico

Alison dos Santos, o Piu, conquistou o Prêmio Brasil Olímpico como o Melhor Atleta de 2022. Recebeu o troféu das mãos da ministra do Esporte Ana Moser e do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) Paulo Wanderley Teixeira, em cerimônia realizada nesta quinta-feira (2/2) na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. Wlamir Motta Campos, presidente do Conselho de Administração da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), participou do evento. A ginasta Rebeca Andrade, campeã mundial e olímpica, foi a Melhor Atleta de 2022. Ainda ganhou os prêmios Inspire e de Melhor Atleta da Ginástica Artística.

Alison e Rebeca, os melhores do ano do Prêmio Brasil Olímpico (Foto: Wander Roberto/COB)

Alison, de 22 anos (nasceu em 3/6/2000), atleta do Pinheiros, 2,00 m e 79 kg, paulista de São Joaquim da Barra, onde começou no Instituto Edson Luciano Ribeiro, fez um 2022 excepcional. Terminou invicto a temporada nos 400 m com barreiras, conquistou a medalha de ouro no Campeonato Mundial de Eugene, no Oregon, Estados Unidos, em julho, com o recorde da competição e o sul-americano da prova, em 46.29. Ainda garantiu o troféu de campeão da Liga Diamante, em Zurique, Suíça, em setembro. 

Medalha de bronze na Olimpíada de Tóquio-2021, sua marca em Eugene é a terceira melhor da história no Ranking Mundial da World Athletics. Correu três vezes abaixo dos 47 segundos em 2022 e fechou o ano como líder do Ranking Mundial.

Alison dos Santos também foi indicado como o Melhor do Ano no Atletismo e foi o primeiro a subir ao palco para pegar o seu troféu da modalidade. “Comemoro muito o título individual que ganhei no atletismo, meu esporte”, afirmou. “Disputamos com atletas de grandes nomes, atletas com grandes resultados”, disse Piu, que definiu a temporada perfeita que teve em 2022 como “mágica”. “Você imaginar que uma coisa pode acontecer e realizar aquilo são coisas diferentes, sentir que conseguiu evoluir e ganhar cada competição e também o Mundial… foi algo maravilhoso. Estou muito feliz”, disse Piu.

Após pegar o troféu agradeceu patrocinadores e compartilhou a conquista. “Quero parabenizar a todos que participaram disso comigo, agradecer a CBAt e ao Wlamir (Motta Campos) que está aqui também, ao COB, a todos que fizeram parte dessa trajetória, ao Felipe, que também ganhou o prêmio. E dizer que é muito importante para um atleta saber que é inspiração para as pessoas.”

Alison já havia sido o campeão do Prêmio Loterias Caixa Melhores do Ano do Atletismo – 2022  ao lado de Letícia Oro Melo, medalhista de bronze no salto em distância no Mundial do Oregon (EUA). A cerimônia de entrega do prêmio da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) foi em dezembro, em São Paulo.

Ao iniciar sua preparação na temporada 2023 falou sobre os seus objetivos. “É um ano muito importante por ter o Pan (foi ouro em Lima-2019) e o Mundial – nos dois eu posso me consagrar bicampeão e a meta é essa. É chegar lá e cumprir, trazer mais uma conquista para a minha equipe e o Brasil, de ser bicampeão pan-americano e mundial. O foco é a Olimpíada de Paris-2024, mas é pensar em cada temporada”, disse Alison.

Melhor treinador em esportes individuais 

Felipe de Siqueira fica com o troféu de melhor treinador nos esportes individuais (Foto: Wander Roberto/COB)

Felipe de Siqueira da Silva, que orienta Alison dos Santos, recebeu o troféu de melhor treinador do País nos esportes individuais. José Roberto Guimarães, do vôlei feminino, foi o melhor treinador de esportes coletivos.

“Este prêmio representa muitas pessoas. Quero agradecer ao Alison e a todos os atletas que trabalharam comigo, a equipe que sempre me apoiou, ajudou a tirar o máximo de cada atleta que trabalhou comigo, em especial a minha família, a minha esposa (Gisele) e ao meu filho (Benjamim). Costumo dizer que o esporte é feito de renúncias e por muito tempo renunciei a minha família para tirar o melhor dos atletas que trabalham comigo. Obrigado as instituições que fizeram tudo isso acontecer”, disse Felipe de Siqueira, emocionado. O pequeno Benjamim subiu ao palco espontaneamente e dividiu o momento com o pai. Saiu do palco levando o troféu.

O treinador Felipe de Siqueira também tem importante contribuição com o atletismo brasileiro nas provas de velocidade – comandou o revezamento 4×100 m campeão do Mundial de Revezamentos em Yokohama, Japão, em 2019.

O Troféu Adhemar Ferreira da Silva, que eterniza o bicampeão olímpico do salto triplo, uma homenagem do Prêmio Brasil Olímpico a atletas com grandes histórias e conquistas, foi entregue a Daiane dos Santos, uma precursora da ginástica artística feminina que se apresentou pelo mundo e encantou ao som de ‘Brasileirinho’.

O mesatenista Hugo Calderano foi escolhido o Atleta da Torcida, o mais votado na internet pelo público. Alison dos Santos foi o segundo mais votado.

A Prevent Senior NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro oferecendo medicina esportiva de precisão e estilo de vida para os que se ligam no esporte e apoio às competições.

As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »