Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Advil decide investir no running feminino e fará ações inusitadas no circuito Girl Power Run

Marca levará última colocada de cada etapa ao pódio com o intuito de reconhecer a superação das atletas – Divulgação

A marca Advil, que faz parte do portfólio da Haleon (dona também de marcas como Sensodyne, Corega, Eno e Centrum), decidiu investir no running feminino e fechou patrocínio ao restante do circuito Girl Power Run 2023, que permite apenas corredoras nas inscrições nos dois percursos oferecidos (5km e 10km).

A marca promete fazer uma série de ações a partir da etapa do Rio de Janeiro, que será disputada no próximo domingo (6). Depois, o circuito passará ainda por Fortaleza (CE) em 13 de agosto, São Luiz (MA) em 22 de outubro, e Brasília (DF) em 29 de outubro.

Com o lema “Vencendo Barreiras Juntas”, a marca quer “reforçar a potência feminina em superar dores invisíveis em busca de um objetivo maior”. Para isso, colocará frases sexistas a cada quilômetro percorrido, incentivando que as mulheres pisem nas mensagens que, repetidas ano após ano, serviram apenas para alimentar crenças limitantes sobre a capacidade da mulher. No RJ, alguns exemplos serão “mulher não dá conta disso”, “mulher tem que se dar o respeito” e “mulher é muito mais frágil”.

Mulheres poderão pisar em mensagens sexistas durante as etapas da Girl Power Run – Divulgação

Além disso, a última mulher a cruzar a linha de chegada também subirá ao pódio. A ideia é reconhecer quem enfrentou as próprias dores e se superou ao concluir todo o percurso, mostrando que a corrida ajuda a melhorar dores físicas como enxaqueca, cólicas, sintomas de TPM e também na região da coluna, assim como combater a ansiedade, a depressão, crises de pânico e outras questões de saúde mental.

“Advil vem trabalhando para que todos, em especial as mulheres, que durante anos tiveram suas vozes caladas, se sintam no direito de se expressar. A gente acredita que à medida que a mulher se sente fortalecida emocionalmente, isto é, que ela é encorajada e se encoraja para enfrentar seus desafios, ela sente que pode ser maior do que qualquer dor”, afirmou Catarina Dickstein, gerente de marketing da Haleon.“Por mais delicado e incômodo que seja, é fundamental promover esse tipo de conversa e aliviar o peso dessas barreiras emocionais e das dores invisíveis que encontramos no caminho. As pessoas normalmente não veem o que está por trás do sucesso, não enxergam o processo. Só você sabe o quanto precisou ser flexível, reconhecer seus limites e ouvir seu corpo e a sua mente para viver o processo. O sucesso é muito pessoal, e nós estamos aqui para deixar o caminho mais fácil”, acrescentou a executiva.

Segundo a marca, o objetivo do patrocínio também é auxiliar na criação de um ambiente seguro, acolhedor e, ao mesmo tempo, inspirador para as mulheres.

Nas provas do circuito, as participantes ainda terão alguns temas femininos abordados no pós-evento, como cuidados relacionados à TPM, à menopausa, aos exames preventivos e ao câncer de mama.

Fonte: Máquina do Esporte 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »