Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Almir Júnior comemora muito o tri do triplo por competir em casa

Almir Cunha dos Santos, o Almir Júnior (Sogipa-RS), conquistou o tricampeonato do salto triplo no Troféu Brasil Interclubes Loterias Caixa de Atletismo, na tarde deste domingo (9/7), no Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso, em Cuiabá. Ele contou com grande torcida por ser mato-grossense e ter começado a sua carreira na cidade de Peixoto de Azevedo.

Almir Jr conquista o tricampeonato do salto triplo do Troféu Brasil (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

“Estou muito feliz por competir em casa e por ter minha família nas arquibancadas. Foi aqui que tudo começou em 2009. Surgi para o esporte e depois fui morar e treinar em Porto Alegre para me aprimorar”, contou Almir, de 29 anos, vice-campeão mundial indoor do triplo em Birmingham-2018. “Estava treinando em Portugal, mas fiz questão de participar deste Troféu Brasil. É muito especial estar aqui.”

Almir tem nos planos a participação no Mundial de Budapeste, que será de 19 a 27 de agosto, mas admite que as metas principais são os Jogos Pan-Americanos de Santiago, em novembro, e a Olimpíada de Paris-2024. “Estou mudando meu processo de salto, invertendo as pernas (esquerda-direita-esquerda), o que não é um ajuste fácil. É outro desafio, como foi o de mudar do salto em altura para o triplo, mas estou feliz com o começo.”

O tricampeão do Troféu Brasil tem sofrido com lesões este ano e não pôde participar das edições de Doha e de Florença, etapas da Liga Diamante. Agora, recuperado, volta para o Centro de Treinamento de Jamor, em Lisboa, nesta semana, e retoma a preparação com o técnico português José Uva. Está prevista a participação na etapa de Mônaco da Liga Diamante, no dia 21 de julho. Depois volta ao Brasil para disputar o Campeonato Sul-Americano, de 28 a 30 de julho, em São Paulo.

Mateus Daniel Adão de Sá (Pinheiros-SP) ficou com a medalha de prata, com 16,05 m (1.2) e Kauam Kamal Aleixo Bento (Praia Grande-SP) levou o bronze, com 15,96 m.

No salto em distância feminino, Lissandra Maysa Campos (Instituto Vicente Lenílson-MT) contou com grande torcida no estádio. Nascida em Cuiabá, a recordista sul-americana sub-23 (6,69 m) conquistou a medalha de prata, com 6,50 m (0.5) para a alegria dos fãs.

O ouro foi para a experiente Eliane Martins (Pinheiros-SP), que obteve 6,66 m (0.5). O bronze ficou com Letícia Oro Melo (Corville-SC) ao alcançar 6,47 m (0.6). Letícia conquistou no ano passado a medalha de bronze no Campeonato Mundial do Oregon, nos Estados Unidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »