Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Desafio CPB/CBAt de atletismo recebe mais de 150 atletas paralímpicos e olímpicos neste sábado

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) realizarão o 1° Desafio CPB/CBAt de 2023, neste sábado, 15. A competição recebeu 159 inscrições de atletas com e sem deficiências para as disputas na pista e no campo do Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo.

Raíssa Machado Foto: Alessandra Cabral/CPB

Ao todo, 65 competidores paralímpicos, 46 homens e 19 mulheres, inscreveram-se para o evento. Dentre eles, a baiana Raíssa Machado, prata no lançamento de dardo da classe F56 (atletas que competem em cadeiras) nos Jogos de Tóquio 2020; o paulista Daniel Martins, ouro nos 400m da classe T20 (deficiência intelectual) nos Jogos do Rio 2016; a sul-mato-grossense Silvânia Costa, ouro no salto em distância da classe T11 (cegas) nos Jogos do Rio 2016 e Tóquio 2020; e o paranaense Vinícius Rodrigues, prata nos 100m da classe T63 (atletas que competem com prótese) nos Jogos de Tóquio 2020. 

Para Raíssa Machado, que também é recordista mundial no lançamento de dardo em sua classe, o Desafio é mais uma etapa de preparação para um dos principais compromissos do ano: o Mundial de atletismo paralímpico de Paris, marcado de 8 a 17 de julho. 

De acordo os critérios de convocação do CPB, os brasileiros que foram medalhistas de ouro na modalidade, durante os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, têm vagas garantidas na competição que será realizada na capital francesa. Além disso, também serão convocados atletas que obtiveram o Índice A 2022 em provas oficiais. 

“É mais uma chance de melhorar a minha marca, pensando no Mundial. Também é sempre bom estar ao lado de atletas olímpicos, mesmo que, na minha prova, não haja competição direta, já que faço lançamento sentada. De qualquer forma, sentimos um estímulo nos Desafios CPB/CBAt”, disse a baiana, que nasceu com má-formação nas pernas. 

Na 1ª etapa da competição em 2022, o velocista paraibano Petrúcio Ferreira quebrou dois recordes mundiais em 24 horas: nos 100m e 200m. Na distância mais curta, ele correu para 10s29, menor tempo da prova na história entre todos os atletas paralímpicos, independentemente da classe, de acordo com as marcas divulgadas pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês).

Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível 
Os atletas Raíssa Machado, Silvânia Costa, Petrúcio Ferreira e Vinícius Rodrigues são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 91 atletas.

Time São Paulo
Os atletas Daniel Martins, Raíssa Machado e Vinícius Rodrigues são integrantes do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, que beneficia 106 atletas de 14 modalidades.

Patrocínios
O atletismo tem o patrocínio das Loterias Caixa e da Braskem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »