Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Daniel do Nascimento abandona em Nova York quando liderava

 O queniano Evans Chebet venceu a Maratona de Nova York, nos Estados Unidos, neste domingo (6/11), com o tempo de 2:08.41 – já havia ganhado em Boston também. Fez uma corrida tática, se segurando quando o brasileiro Daniel do Nascimento assumiu a liderança em um ritmo considerado sobre-humano. Chebet entendeu que não seria sustentável e, de fato, Danielzinho desmaiou no percurso, caiu e parou, na altura do km 32, faltando 10 quilômetros para o fim e ainda em primeiro. Sharon Lokedi, do Quênia, venceu a maratona feminina (2:23.23).

Daniel cai após o quilômetro 32km Foto: Reuters

Daniel, de 24 anos, é o primeiro não-africano na lista dos melhores do mundo. O fundista mora e fez sua preparação em Kaptagat, no Quênia – local a 2.800 m de altitude – com Patrick Sang, medalhista olímpico e mundial nos anos 90, treinador de corrida queniano.

Danielzinho (ANR-Ijui/Unimed Noroeste/RS) usou uma estratégia muito agressiva, de ir para a frente imprimindo um ritmo forte, desde o início, numa maratona como a de Nova York de percurso difícil e montanhoso, com muitas subidas e pontes. Passou os 10 quilômetros iniciais em 28:42, sozinho no Brooklyn, os 15 km em 43:39 e os 20 km em 58:04 – os comentaristas diziam que estava adotando ritmo de recorde mundial.

Daniel parou para ir ao banheiro químico, ao longo do percurso, mas voltou. Na altura dos 30 km Evans Chebet acelerou – estava 1.07 atrás do brasileiro, que diminuiu o ritmo drasticamente, caiu no chão e foi consolado por um policial. Evans Chebet assumiu a liderança.

Nova York foi a sexta maratona na carreira de Daniel. Nascido a 28 de julho de 1998, na cidade de Paraguaçu Paulista (SP), correu os seus primeiros 42,195 km em maio de 2021, quando venceu em Lima, no Peru, garantindo qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, com o tempo de 2:09:04.

Daniel Nascimento, de rosa, liderou desde o início a maratona de NY Foto: Reuters

Também parou na maratona olímpica e depois correu em Valência (ESP) antes de, em abril de 2022, em sua quarta prova da carreira, a Maratona de Seul, na Coreia do Sul, bater os recordes brasileiro e sul-americano em 2:04:51, superando a marca de 2:06:05 que era de Ronaldo da Costa.

Em julho, Daniel Ferreira do Nascimento terminou em oitavo lugar, entre os top ten, na quinta maratona de sua carreira no Campeonato Mundial de Atletismo do Oregon, em 2:07:35.

Este ano, Danielzinho também confirmou ótima fase e versatilidade ao vencer, em junho, os 10.000 m do XLI Troféu Brasil Loterias Caixa Interclubes de Atletismo, no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro, com 28:40.17.

Daniel fez uma carreira com bons resultados nas categorias de base, em provas de cross country e em pista. É recordista brasileiro sub-18 dos 3.000 m (8:26.90) e dos 2.000 m com obstáculos (5:45.22) e sub-20 dos 10.000 m (29:13.34).

O brasileiro Marílson Gomes dos Santos é o único sul-americano a vencer a Maratona de Nova York duas vezes, em 2006 e 2008. Danielzinho, que ainda é muito jovem, é considerado um dos melhores fundistas do Brasil e capaz de igualar feitos como os de Marílson, do medalhista olímpico Vanderlei Cordeiro de Lima em Atenas-2000, e do recordista mundial em Berlim-1998 Ronaldo da Costa.

A Prevent Senior NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro oferecendo medicina esportiva de precisão e estilo de vida para os que se ligam no esporte e apoio às competições.

As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »