Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Copa Brasil de Marcha Atlética em Vitória abre calendário nacional de ano olímpico, e tem avaliação positiva

Os atletas campeões nos 20 km, Caio Bonfim e Viviane Lyra, elogiaram a organização do evento na capital capixaba que também reuniu jovens atletas e 80 crianças e definiu os representantes brasileiros para o Campeonato Sul-Americano de Recife, em março

Além das estrelas da marcha atlética nacional, a Copa Brasil Loterias Caixa, realizada neste domingo (18/2), em Vitória (ES), também reuniu jovens atletas que têm como espelho os campeões Caio Bonfim e Viviane Lyra, qualificados para os Jogos Olímpicos de Paris, em agosto, na prova dos 20 km. A Copa do Brasil também definiu os representantes brasileiros para o Campeonato Sul-Americano de Marcha Atlética que o Brasil vai sediar na Arena Pernambuco, na região metropolitana de Recife (PE), no dia 10 de março. 

Thaliane Janaína Miranda da Cruz (PM Colombo-PR), de 18 anos, foi a vencedora dos 10 km na categoria sub-20, com 55:11. Ajudou a sua equipe a ser a campeã feminina sub-20. “Vim preparada para fazer a minha melhor marca pessoal e ainda quero baixar mais no Campeonato Sul-Americano”, disse Thaliane sobre a competição de março.

No naipe masculino a vitória na categoria sub-20 ficou com Klaubert Emanoel Ferreira de Franca (CASO-DF), também de 18 anos, com 45:51. Ele também fez sua melhor marca pessoal para os 10 km e tem o mesmo objetivo de Thaliane, de conseguir índice para disputar o Mundial Sub-20 de Lima, no Peru, em agosto.

“Pena que largamos bem depois do adulto e não pudemos acompanhar a prova deles”, disse Klaubert que está acostumado a treinar com Caio Bonfim, em Sobradinho. O CASO teve 25 atletas em Vitória e foi ao pódio em várias categorias. Foi campeão no adulto masculino e feminino e no sub-20 masculino.

A Estação Conhecimento Serra, do Espírito Santo, ficou com os títulos por equipes nas categorias sub-18 e sub-16 masculino. E a ASCAPI-DF foi a campeã feminina sub-16.

Crianças participam de festival dentro da Copa Brasil de Marcha (Foto: Gustavo Alves/CBAt)

Por iniciativa da Federação Capixaba de Atletismo (FECAt) a competição também reuniu cerca de 80 crianças e jovens dos 12 aos 14 anos num Festival para a faixa etária, com a disputa de distâncias menores.

Caio Bonfim (CASO-DF) e Viviane Santana Lyra (Praia Clube/Exército/Futel-MG) confirmaram o favoritismo e venceram, com grande domínio, os 20 km da Copa Brasil Loterias Caixa de Marcha Atlética, que abriu a temporada nacional da especialidade neste domingo (18/2), em Vitória (ES), num circuito de 1 km na Mata da Praia.

Com muito calor, mas sem sol na maior parte do tempo, a Copa Brasil abriu a corrida pelos índices olímpicos e para o Ranking por Pontos para os Jogos Olímpicos de Paris, em agosto, e também serviu de qualificação para o Sul-Americano de Marcha, que será realizado no dia 10 de março, na Arena Pernambuco. 

Caio Bonfim e Viviane Lyra, ambos nos 20 km, já estão qualificados para a Olimpíada. A outra qualificada é Érica Sena (Pinheiros-SP), que mora em Cuenca, no Equador, e não participou da Copa Brasil – visa os GPs da Europa, preparatórios para os Jogos.

Caio Bonfim

Gianetti e Caio, mãe e filho, dupla de campeões (Foto: Gustavo Alves/CBAt)

Medalha de bronze no Mundial de Budapeste, na Hungria, no ano passado, e eleito o melhor do atletismo de 2023 no Prêmio Brasil Olímpico do COB, recordista brasileiro com 1:17:47, Caio deve competir dia 3 de março na China, dia 10 de março no Sul-Americano “como um teste, já que o clima de Pernambuco é muito parecido com o de Paris”, e depois o Mundial por Equipes de Antalya, na Turquia, em 21 de abril. Caio quer ajudar o Brasil a conquistar vaga olímpica na prova da maratona de marcha atlética em revezamento misto – na qual foi prata, competindo com Viviane Lyra, no Pan-Americano de Santiago (CHL).

Caio conquistou o 13º título da competição na categoria adulta, com 1:21:26, uma verdadeira façanha na modalidade. Com 8 títulos que tem sua mãe e treinadora Gianetti Sena Bonfim, a família coleciona 21 títulos. “Agora a gente nem conta mais, desde que eu passei a minha mãe”, comentou. “É a Copa Brasil mais rápida da história. Em Brasília-2023, eu havia feito 1:21:55. E até o quarto colocado fez 1:23”, disse Caio. 

Matheus Gabriel Correa (AABLU-SC) foi o segundo colocado (1:22:38) e Lucas Mazzo (CASO-DF), o terceiro (1:23:33). Caio também atribuiu o bom resultado da Copa Brasil ao nível atual da marcha atlética brasileira – citou Matheus Correa, Lucas Mazzo e também Max Batista dos Santos, 4º colocado (1:23:39) em Vitória. 

O atleta olímpico Matheus Correa disse que seu objetivo na temporada é buscar o índice para ir ao Jogos de Paris, em agosto. “Estou a 9 segundos do índice e animado depois do quinto lugar no Pan de Santiago, numa prova muito forte em que fui 5º, mas a 2 segundos do recorde pan-americano. É o meu melhor início de temporada”, disse Matheus, que treina com Ivo da Silva, em Blumenau.

Nos 35 km, a vitória ficou com Diego Pereira Lima (CASO-DF), com 3:03:51, e Mayara Luize Vincentainer (IABC/FMEBC-SC), com 3:02:46.

Por equipes, somados os resultados dos 35 km e dos 20 Km, os campeões foram: no masculino – CASO-DF, com 21 pontos, AABLU (9 pontos) e Praia Clube/Exército/Futel (4 pontos); no feminino – CASO-DF, com 19 pontos, AABLU (11 pontos) e Praia Clube (9 pontos).

 Viviane Lyra

Viviane Lyra comemora bom início de temporada em Vitória (Foto: Gustavo Alves/CBAt)


A carioca Viviane Santana Lyra (Praia Clube/Exército/Futel-MG) foi a campeã dos 20 km da Copa Brasil Loterias Caixa de Marcha Atlética, na abertura da temporada nacional da especialidade, neste domingo (18/2), em Vitória (ES), num circuito de 1 km na Mata da Praia. Viviane completou os 20 km em 1:30:53, com Gabriela Muniz (CASO-DF) em segundo (1:44:01) e Bruna Batista de Oliveira (AABLU-SC) em terceiro (1:46:10).

“Foi uma das Copas mais rápidas da história, o que faz toda a diferença para começar a temporada motivada. A organização está de parabéns por um circuito excelente, hospedagem muito boa, banheiro bom, horário correto… tudo bom. O clima ajudou também – tinha umidade, mas estou acostumada. Foi ótimo, um início de temporada com tempo equivalente ao do challenge de Portugal, do ano passado, quando eu fiz 1:30.57”, afirmou Viviane, que treina com Luís Paulo Ferreira Porto.

O seu próximo compromisso é o Campeonato Sul-Americano de Recife (PE), dia 10 de março, e depois três semanas de treinos na altitude de Bogotá (COL). Em seguida, segue para a Europa competir em Podebrady, na República Checa, e no Mundial por Equipes de Antalya, na Turquia, dia 21 de abril, com a seleção brasileira.

“Quero ajudar o revezamento misto a buscar uma vaga olímpica para o Brasil”, disse Viviane, referindo-se a nova prova dos Jogos, a maratona de marcha atlética em revezamento misto. Explicou que “as 22 primeiras equipes na Turquia asseguram a vaga para os seus países e as cinco primeiras asseguram duas vagas”.

“Estou treinando bem e saudável. Com esse início de temporada me sinto feliz, motivada. Os critérios ainda não estão definidos, mas se eu puder fazer o revezamento em Antalya com essa fera, o Caio Bonfim, vamos buscar a vaga para o Brasil”, completou a atleta, que sofreu na última temporada para se recuperar de hepatite. 

Viviane chorou ao falar das 80 crianças, de 12 a 14 anos, que participaram do Festival de Marcha, realizado dentro do programa horário da Copa Brasil, pela Federação Capixaba de Atletismo (FECAt), presidida por André Schieck. “Eu comecei com 12 anos na corrida e tive oportunidade de voltar para a marcha em 2016. Passei por muitos obstáculos para fazer marcha, meu clube não queria. Era o meu sonho e fiz tudo para conseguir. Falo sempre para essa molecada nunca desistir dos sonhos.”

Agradeceu também ao seu clube, o Praia Clube/Exército/Futel, a Aeronáutica e ao Time Brasil por todo o apoio que recebe.

Tanto Viviane Lyra (1:30:53), quanto Caio Bonfim (1:21:26), que venceram os 20 km com boas marcas para o início da temporada na categoria principal, elogiaram a estrutura montada em Vitória pela FECAt, comandada por André Schieck – percurso plano e em asfalto novo na orla, com hotel próximo, banheiros em bom número etc. O clima quente, mas sem sol na maior parte do tempo, ajudou também (choveu pouco e rapidamente já da metade para o final, o que não chegou a atrapalhar). Ambos disseram ser a melhor Copa Brasil em termos de tempos da história.

“O feedback que eu recebi dos atletas foi muito bom, de uma Copa Brasil com um excelente percurso – plano, bem desenhado, em asfalto novo, ao nível do mar, bem acertado tecnicamente -, que ofereceu condições de boa performance num ano importante como esse por ser olímpico. Os bons resultados têm a ver com as suas preparações, mas também com o que foi ofertado pela CBAt e a Federação Capixaba”, disse Wlamir Motta Campos, presidente do Conselho de Administração da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). “Todos os atletas elogiaram e estou superfeliz”, acrescentou.

Francielle Emanda, Coordenadora Regional da Caixa, esteve presente no evento e falou do papel social da instituição que é a patrocinadora máster do atletismo brasileiro, por meio das Loterias Caixa. Também esteve presente no evento o vereador de Vitória Duda Brasil, ex-jogador de beach soocer da seleção brasileira, que informou que a cidade tem uma população adepta das atividades físicas. “Importante receber o atletismo, um dos esportes mais democráticos que existe”, afirmou. 

Mais informações sobre a Copa Brasil Loterias Caixa de Marcha Atlética e todos os resultados

CLIQUE AQUI

A Copa Brasil foi uma realização da Confederação Brasileira de Atletismo, com patrocínio das Loterias Caixa e apoio do Governo do Estado do Espírito Santo, da Secretaria de Esportes e Laser da Prefeitura de Vitória e da Federação Capixaba de Atletismo. 

A Prevent Senior NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro oferecendo medicina esportiva de precisão e estilo de vida para os que se ligam no esporte e apoio às competições.

As Loterias Caixa são a patrocinadora máster do atletismo brasileiro.

Desafio CPB/CBAt de atletismo marca estreia de 114 atletas paralímpicos em 2024 no CT O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, recebe 114

Leia mais »